Saudações galera atormentada. A postagem abaixo é a terceira da segunda temporada dos métodos de execuções antigos, abordadas aqui no blog Noite Sinistra, em comemoração ao aniversário de um ano do blog. O terrível método de execução de hoje é o Esventramento.

Basicamente o Esventramento é uma forma de execução aliada com tortura, que consiste em abrir o ventre da vítima e extrair seus órgãos internos.

Na Antiguidade, houve episódios em que, nas cidades capturadas, as mulheres grávidas sofreram o esventramento. Esse fato foi mencionado na Bíblia, e ocorreu quando o rei de Israel Menaém suprimiu uma revolta em Tifsa, os homens que não foram mortos em combate tiveram que assistir, antes de serem executados, o esventramento das mulheres grávidas da cidade, tal atrocidade teria sido ordenada e assistida pelo monarca Menaém. Tifsa representava a fronteira dos domínios do rei Salomão. Identificada com Tápsaco, ela estaria localizada na margem ocidental do rio Eufrates e a 150 km a nordeste de Tadmor, e seria uma importante rota de passagem entre o oriente e o ocidente.


Na Idade Média, os condenados ao esventramento eram colocados na Mesa de Esventramento, e quanto mais tempo a vítima levasse para morrer ou quando mais a vitima sofresse, maior era considerada a perícia do executor.

O suicídio dos samurais japoneses popularmente conhecido como hara-kiri (ou, mais corretamente, seppuku ou kappuku) é considerada uma forma ou um método de esventramento.


A Mesa de Esventramento

Este terrível suplício era feito numa mesa sobre a qual havia uma roldana e um sistema de cordas e pequenos ganchos. O carrasco abria o ventre da vítima, que se encontrava amarrada sobre a tábua de maneira a não poder debater-se, em seguida introduzia os ganchos na abertura prendendo-os firmemente às entranhas do condenado.

Ao manipular a roldana, as entranhas da vítima eram lentamente puxadas para fora, com ela ainda viva. Esta agonia podia prolongar-se por horas e até dias.


Tenha lindos sonhos...
Compartilhe:

Michel Belli

Poste um Comentário: