Você já ouviu falar a respeito de uns estrondos misteriosos vêm sendo ouvidos pelo mundo?

Você já ouviu falar a respeito de uns estrondos misteriosos vêm sendo ouvidos pelo mundo? Os tais ruídos — descritos como intensos troares — teriam sido escutados por pessoas de diversos estados dos EUA, na Austrália, no Oriente Médio, no Reino Unido e, se abusar, eles inclusive foram testemunhados aqui no Brasil.


Várias ocorrências
Segundo Bryan, um dos incidentes mais recentes ocorreu no Alabama, no dia 20 de novembro — quando residentes da região se assustaram com um forte estrondo que teria chegado a abalar suas casas. Pouco tempo depois, foi a vez de habitantes do Colorado se surpreenderem com o ruído explosivo.


Ademais, ao longo do mês de outubro, os barulhos foram registrados em Cairns e na Península de Eyre, na Austrália, assim como em Michigan, nos EUA, e em Yorkshire, na Inglaterra. No caso do retumbo ouvido no Colorado, as autoridades locais acreditam que ele pode ter sido provocado durante trabalhos de extração de gás natural e petróleo no estado.

Já sobre o estrondo ouvido em Cairns, parece que um caça F/A-18 Hornet — avião capaz de romper a barreira do som — estava realizando exercícios na área quando o ruído foi ouvido. No entanto, a verdade é que poucas são as ocasiões nas quais os especialistas encontram uma resposta para o que provocou os barulhos.

Teorias
De acordo com Bryan, uma teoria para o aparente aumento de incidentes poderia ser as Leônidas — ou seja, as chuvas de meteoros que acontece todos os anos em meados em novembro devido à passagem do cometa Tempel-Tuttle. O problema com essa proposta é que ela não explica a ocorrência de ruídos ao longo de todo ano, sem falar que os astrônomos já explicaram que os meteoros relacionados com as Leônidas são pequenos demais para provocar explosões.


Outra teoria seria que os estrondos poderiam ser resultado da detonação de artefatos em solo — só que essa opção não explica como um evento isolado poderia desencadear a ocorrência de fortes ruídos em diferentes partes do mundo, muitas vezes com dias, semanas e até meses de separação entre um e outro.

Tem ainda a possibilidade de que os barulhos sejam provocados por rochas espaciais que são pulverizadas em sua entrada na atmosfera terrestre, mas, seria necessário descobrir se algum observatório, telescópio, time de cientistas ou até astrônomo amador documentou a “visita” de algum astro ao nosso planeta. E você, caro leitor, tem algum palpite sobre o que poderia estar por trás desses misteriosos estrondos? Qual explicação faz mais sentido em sua opinião?

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: