O ano de 2018 terá início com uma “Superlua”, que acontecerá no dia 1º de janeiro, às 19h56, pelo horário de Brasília.

O ano de 2018 terá início com uma “Superlua”, que acontecerá no dia 1º de janeiro, às 19h56, pelo horário de Brasília. Neste horário, o satélite natural atingirá seu perigeu, ou seja, distância mínima da Terra, ficando a 356,5 mil quilômetros da superfície do planeta (a distância normal é de 384 mil quilômetros).


Apesar de não ser perceptível, a próxima Superlua será a de maior proximidade com a Terra no ano de 2018. Ela estará 100 quilômetros mais próxima que a última, que ocorreu em 3 de dezembro de 2017.

O evento foi descrito pela Nasa, a agência espacial norte-americana, como a “Trilogia da Superlua”, já que o fenômeno também se repetirá em 31 de janeiro de 2018, quando será acompanhado por um eclipse total do astro. Quando o fenômeno ocorre duas vezes em um mesmo mês, ele é chamado de “Superlua Azul”.

De acordo com o “Virtual Telescope Project”, uma plataforma online de telescópios, tanto a Lua Nova quanto a Cheia podem ser “Superluas”, desde que atinjam a distância mínima da superfície terrestre.

O satélite natural se movimenta ao redor do planeta em uma órbita elíptica, portanto sua distância para a Terra não é constante, variando entre o perigeu (mínima) e o apogeu (máxima).


Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: