Em 1995, o primeiro episódio da série de TV Xena, A princesa guerreira foi lançado

Embora muitas pessoas acostumadas a viver na realidade do século XXI acreditem que tudo o que pertencia aos anos 90 era corpulento, horticultural ou desatualizado, muitos outros continuam a sustentar que aquele foi um momento único. 



Doa a quem doer, este último grupo de pessoas está certo, já que a passagem entre os anos 80 e a chegada do novo centenário abundaram o mundo de eventos importantes e inúmeras conquistas nos ramos da tecnologia, indústria, cultura e arte. Aqueles que identificam a próxima imagem sabem bem sobre o que estamos falando.



Em 1995, o primeiro episódio da série de TV Xena, A princesa guerreira foi lançado e, a partir de então, tanto a personagem principal como a atriz que a representou, imediatamente, ganharam imensa popularidade entre os jovens fãs de programas de fantasia. Embora fosse uma produção bastante peculiar, ela não era a única de seu tipo, pois no mesmo ano os espectadores tiveram a oportunidade de seguir as aventuras de Hércules que, por mais que também tenha feito muito sucesso, a série Xena ainda conseguiu superá-lo e conquistou o mundo!



A primeira vez que conhecemos Xena foi precisamente na série Hércules, estrelada por Kevin Sorbo. De fato, os telespectadores esboçaram uma reação tão positiva que os produtores da saga, que falava sobre as façanhas do valente filho de Zeus, decidiram que Xena merecia seu próprio programa. Desta forma, em Hollywood, os produtores começaram a dar vida a esta mulher que, depois de passar longos anos no "lado negro do poder", decidiu mudar e iniciar uma vida de luta contra o mal para ajudar aos seres mais oprimidos.



Enquanto a personagem, durante 6 anos, ganhava cada vez mais a simpatia do público e, consequentemente, popularidade, a atriz também passou a despertar grande interesse nos telespectadores e por isso vale a pena conhecer mais sobre a história daquela que deu vida à bela mulher guerreira. Quem entre nós não se lembra de Lucy White com sua pele clara, cabelo escuro e belos olhos azuis? Muitas pessoas chegam a admitir que o que mais lhes atraía na série nem era tanto o seu enredo, mas sim o conjunto de características físicas da atriz que, temos que concordar, era de se admirar!

Lawless hoje é uma mulher de 48 anos e nasceu como a primeira de 7 irmãos no Monte Albert (Nova Zelândia), uma cidade governada por seu pai, atuante prefeito. Durante muito tempo, ela sonhou em se tornar uma cantora de ópera, embora tenha decidido que essa profissão não tinha muito a ver com seu temperamento. Já no ensino médio, ela se interessou pelo mundo da atuação e chegou a desempenhar vários papéis no teatro da escola.


Embora ela logo tenha terminado seus estudos universitários relacionados ao mundo cinematográfico, demorou muito para que seus desejos se tornassem realidade. Sempre ativa e curiosa, antes de chegar aos 30 anos de idade, Lucy conseguiu realizar uma viagem ao redor do mundo. Depois que sua primeira filha nasceu (Daisy, 1989), ela começou a pensar em seguir uma carreira de atriz. Determinada, Lucy passou a cada vez mais aparecer em propagandas e obteve pequenos papéis em filmes. Até que, em 1995, todo o mundo passou a ouvir falar sobre ela.

Quando ela passou no teste para representar Xena, sua única preparação para o papel foi aprender a andar a cavalo. No entanto, a força de sua personagem e a capacidade de lutar até mesmo nas situações mais difíceis, convenceu os produtores e a ajudou a conseguir um emprego na série. Tendo trabalhado em uma mina de ouro, dirigindo caminhões e cavando, o fato de usar uma armadura e espada não poderia representar muitos problemas, não é mesmo?
Hoje, a atriz mantém uma linda amizade com sua parceira de série e também atriz Renée O'Connor, a famosa Gabriela. Além disso, ela é mãe de três filhos e claramente uma esposa feliz. Não só cumpre todos os objetivos profissionais que define, como também parece estar mais linda do que nunca. Aparentemente, a intérprete do papel da princesa guerreira é uma dessas pessoas que melhoram com a idade e não perdem nenhum dos seus encantos, apesar da passagem do tempo. 
Se gostou deste artigo, nos deixe um comentário, compartilhe com todos.

Compartilhe:

Michel Belli

Poste um Comentário: