Se te pedissem para resumir o desenho “A Bela e a Fera”, como você faria?

Se te pedissem para resumir o desenho “A Bela e a Fera”, como você faria? Diria que é sobre uma jovem que fica presa em um castelo até se apaixonar por seu sequestrador e acabar com a maldição sofrida por ele e seus funcionários? Pense de novo: segundo o diretor do remake, o longa animado era uma metáfora sobre a AIDS.


Na época em que o filme foi lançado, no início dos anos 90, a epidemia da síndrome tomava conta dos noticiários. Porém, o tabu sobre o assunto era muitíssimo grande, por isso abordá-lo em uma animação da Disney precisaria ser feito com a maior inteligência possível – tanto que esse plot twist só foi revelado agora!

Bill Condon, diretor do remake em live action que chegará aos cinemas neste mês, contou que o compositor Howard Ashman se viu representado na história da mocinha presa no castelo, só que na condição da Fera. Tanto que ele incentivou que o roteiro focasse mais nessa personagem, que tinha sofrido uma maldição que afetava não só a ele, mas a todos que o amavam – algo que o próprio Ashman sentia, ao se descobrir portador do HIV.

Personagem gay e primeiro beijo entre homens na Disney
Na época, Howard Ashman tinha recém-descoberto sua soropositividade. Ao convencer os produtores de seguirem pelo caminho que ele sugeriu, o compositor fez com que a história virasse uma metáfora para o que ele próprio estava passando. O compositor foi um dos primeiros homens do show business a assumir o HIV, que resultou na sua morte precoce, aos 40 anos, em 14 de março de 1991 – apenas quatro dias após a primeira exibição-teste do filme.

Pelo desenho, Ashman foi indicado a três Oscars: melhor trilha sonora e melhor canção, para “Belle” e para “Beauty and the Beast”. Ele acabou ganhando o prêmio por esta última música, e seu parceiro recebeu a estatueta póstuma em seu nome. Ashman também trabalhou nas trilhas de “Aladdin” e “A Pequena Sereia”.

Curiosamente, essa informação surge justamente na semana em que foi divulgado que LeFou, o ajudante do vilão Gastón em “A Bela e a Fera”, será retratado como homossexual no novo filme. Também nesta semana, a Disney veiculou seu primeiro beijo gay em um desenho animado: o cartoon “Star vs. as Forças do Mal”, que passa no canal Disney XD, mostrou um selinho entre dois rapazes.


Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: