O povo do Egito Antigo tem muita visibilidade ainda hoje, mesmo tendo vivido a tanto tempo atrás.

O povo do Egito Antigo tem muita visibilidade ainda hoje, mesmo tendo vivido a tanto tempo atrás. Suas divisões sociais eram muito bem definidas. As classes superiores eram divididas entre os Nobres, os Sacerdotes e os Escribas. Enquanto os outros eram separados entre Artesãos, Camponeses (Felás) e Escravos. Suas principais atividades econômicas eram a agricultura, a pecuária e o comércio exterior. Sua história é realmente impressionante e os seus feitos eram extremamente evoluídos para o período em que viveram.


Com tudo isso e todo o fascínio existente a seu respeito a curiosidade sobre seu estilo de vida é realmente intrigante. Afinal, como eles passavam o seu dia a dia? O que faziam e como viviam? O estilo de vida desse povo com certeza irá te surpreender.

Estilo de vida dos trabalhadores

As belíssimas pirâmides e artefatos egípcios não foram construídas sozinhas. Muito trabalho duro precisou ser feito para que elas ficassem exatamente como são, e não era nada fácil. Infelizmente grande parte dos trabalhadores desenvolviam sérios problemas de saúde decorrentes do trabalho duro. Aqueles que cuidavam de esculpir e pintar costumavam ter problemas na parte superior do corpo. Porém, dependendo do local onde tinham que fazer isso eles acabavam desenvolvendo artrite na parte inferior.

Enquanto isso, aqueles que ficaram responsáveis por construir o Vale dos Reis apresentaram sérios problemas nos ossos. Consequências adquiridas devido a sua trajetória diária até o local durante anos. Fazendo com que eles subissem e descessem a enorme e íngreme colina.

Refeições diárias

Se tratando dos alimentos fornecidos para o seu povo naquela época a classe social em que você se encontrava influenciava e muito. Os Sacerdotes eram um dos que desfrutavam dos melhores ingredientes e da comida boa. Eles eram os únicos que podiam fazer o consumo de peixes. Os Nobres por outro lado, também com uma enorme variedade, dispunham de vegetais, carnes, cereais, vinhos e produtos derivados de lacticínios.

Já os trabalhadores podiam fazer apenas duas refeições ao dia. Eles se alimentavam de pão, cerveja e cebolas pela manhã e a noite se serviam com carne e legumes cozidos.

Consumo de areia

Grande parte dos problemas dentários adquiridos pelos egípcios era devido o consumo de areia. Pode parecer estranho mas devida sua localização e condições era muito difícil se livrar da areia, mesmo quando se tratava de seus alimentos. A maior parte dela chegava até os pães através da colheita dos grãos e da moagem. Isso fazia com que eles tivessem muitos problemas dentários dolorosos e outros como cistos, abscessos e artrite em seu maxilar.

Estabilidade familiar

Grande parte dos problemas dentários adquiridos pelos egípcios era devido o consumo de areia. Pode parecer estranho mas devida sua localização e condições era muito difícil se livrar da areia, mesmo quando se tratava de seus alimentos. A maior parte dela chegava até os pães através da colheita dos grãos e da moagem. Isso fazia com que eles tivessem muitos problemas dentários dolorosos e outros como cistos, abscessos e artrite em seu maxilar.

Estabilidade familiar

Muitos locais chegaram a tratar os deficientes físicos como uma vergonha para a família e até foram abandonados por sua condição. Mais uma vez o Egito se mostrou completamente diferente e evoluído nesse aspecto. Caso a pessoa tivesse uma condição especial ele seria tratado de forma respeitosa e igualitária. Eles poderiam se empregar como qualquer outro e viver de forma normal.

A situação das mulheres

Diferente dos outros lugares naquela época, e em alguns ainda hoje, o Egito foi um ótimo lugar para as mulheres. Eles foram os primeiros a capacitá-las e suas funções podiam várias. Apesar de poderem fazer serviços domésticos esses não eram obrigatórios e elas podiam trabalhar com outras coisas. Além disso elas ainda podiam ter sua própria propriedade.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: