Um dos sistemas de composteira doméstica mais famosos hoje é a composteira com minhocas.

Um dos sistemas de composteira doméstica mais famosos hoje é a composteira com minhocas. Isso porque ela é pequena, não tem cheiro ruim, cabe em quase qualquer cantinho e com a ajuda das minhocas a decomposição acontece mais rápido. Quase tudo o que a gente produz em casa pode ir nela, com exceção de algumas coisas. Existem composteiras prontas que já vem com as minhocas, mas você pode fazer a sua usando caixas ou baldes de plástico.


Uma composteira com minhocas precisa de, no mínimo, três andares: o primeiro andar, onde o lixo orgânico vai sendo depositado e coberto com o material seco (serragem e folhas secas) e, quando cheio, fica em repouso por cerca de um mês. Durante esse tempo de repouso, o segundo andar vira o primeiro e começa o ciclo de novo. Estes dois andares são onde acontece a compostagem do material. O terceiro andar é o que recolhe o líquido que escorre (os andares são intercalados com furinhos para o líquido descer, e as minhocas se movimentarem).

No final desses trinta-sessenta dias, o chamado período de repouso, o material que sobra é um húmus, que parece terra, super nutritivo para as plantas e com cheirinho de terra molhada. Nada disso dá mau cheiro se tudo for feito corretamente. O excesso de umidade pode facilitar a criação de mosquinhas, por isso é importante cobrir tudo muito bem com serragem. Além das minhocas, acabam aparecendo outros bichinhos pequenos, como formiguinhas, que também ajudam no processo de decomposição dos alimentos. É tudo limpo e, seguindo todas as etapas, não há risco nenhum de contaminação.

Como fazer:
  • Escolha três baldes ou caixas plásticas que tenham algum tipo de encaixe entre si. Algumas caixas organizadoras encaixam só na parte de cima, sem que as caixas precisem “se afundar”, deixando espaço pro lixo orgânico. Os baldes de margarina industrial e esse tipo de alimento vendido pra padarias e restaurantes também tem um tipo de encaixe nas tampas pra eles serem fáceis de empilhar. Essa é uma outra opção muito legal. Só lavar super bem! As caixas ou os baldes precisam ser opacos, porque as minhocas não gostam de luz.
  • O tamanho vai depender de quantas pessoas tem na sua família. Se estima cerca de 1kg por semana por pessoa. Como além do lixo em si também colocamos muitas folhas secas ou serragem, estime pra mais esse volume. smile Com esses baldinhos reutilizados, o volume é pra cerca de 1 a 2 pessoas que não cozinham muuuito.
  • Fure o fundo de dois dos três baldinhos com uma furadeira, com cerca de 0,5 a 1cm de diametro – não mais que isso! Faça muitos furos, com cerca de 2 a 3cm de distância entre eles. É por esses furinhos que o líquido da composteira vai escorrer e as minhocas vão mudar de andar.
  • Você pode deixar sua composteira mais profissional se conseguir colocar uma torneirinha no último andar, o que não ter furos e fica coletando o chorume do bem. Se não der, não tem problema.
  • Prontinho! Agora, pra usar, você precisa de algumas minhocas. Não precisam ser muitas, porque elas se reproduzem conforme a necessidade. O ideal são as minhocas californianas, que não pulam igual as nossas brasileiras e são maiores, comem os restos de alimentos mais rápido. Coloque uma camada de terra suficiente pra cobrir o fundo do balde e as minhocas.
Nada impede que você use esse mesmo sistema em uma casa, mas para quem mora em apartamento, esse tipo de composteira é realmente o mais indicado.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: