"Uma fonte fiável próxima da Microsoft" contou ao Polygon a situação, com relatos de "mudanças internas" na Microsoft a criarem a conjetura necessária para uma aquisição.

"Uma fonte fiável próxima da Microsoft" contou ao Polygon a situação, com relatos de "mudanças internas" na Microsoft a criarem a conjetura necessária para uma aquisição.


O analista da SuperDataResearch, Joost Van Dreunen, disse ainda ao Polygon que espera mais notícias acerca de uma aquisição para breve:

"Devido a onde estamos no ciclo de vida de todas estas coisas, espero ouvir a Microsoft anunciar algo muito, muito em breve."

Isto segue-se à promoção de Phil Spencer, antigo chefe da Xbox, para vice presidente executivo para o gaming na Microsoft, algo que ele considerou "uma enorme mostra de compromisso" com o seu portfólio de gaming.

Uma grande aquisição desta natureza, especialmente da titã da publicação, a EA, seria um passo substancial para potenciar a divisão de software relacionado com o gaming da Microsoft.

Este rumor não marcaria a primeira vez que a Microsoft adquiriria outra companhia, tendo já pago $2.5 mil milhões de dólares pela produtora de Minecraft, a Mojang, em 2014.

No que diz respeito à PUBG Corp, a jogada iria certamente capitalizar o sucesso de PlayerUnknown's Battlegrounds, depois do seu lançamento exclusivo através do programa Xbox Game Preview.

Um rumor separado circulou em outubro, sugerindo que este acordo de exclusividade poderia ser prolongado por mais um ano.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: