O vlogger Logan Paul diz que queria usar o vídeo como forma de conscientização das pessoas sobre o suicídio

Parece que os youtubers não cansam de gerar polêmica. Desta vez, quando ganhou as manchetes na internet, de forma negativa, foi o vlogger (vlogueiro) americano Logan Paul, de 22 anos. Ele também é ator e humorista e, em sua viagem ao Japão, em dezembro passado, fez um vídeo na famosa e misteriosa floresta de Aokigahara, conhecida mundialmente por ser um destino muito escolhido por suicidas. Logan justamente estava tratando do assunto na gravação, quando se deparou com uma pessoa que havia se enforcado. As imagens chocaram os internautas e o youtuber logo retirou o vídeo do ar. Além disso, ele publicou um pedido de desculpas.


Com mais de 15 milhões de inscritos, o youtuber americano usou sua conta oficial no Twitter para publicar uma imagem com o texto pedindo desculpas e dando algumas explicações. "Me desculpe. Esta é minha primeira vez. Nunca fui alvo de críticas como esta, antes, porque nunca havia cometido um erro como este. Estou cercado de boas pessoas e acredito que faço boas decisões, mas continuo sendo um ser humano, e posso errar. Eu não fiz isso por visualizações. Fiz porque pensei que poderia ter uma boa repercussão na internet, sem causar tanta negatividade. Esta nunca foi minha intenção. Eu queria conscientizar ainda mais sobre o suicídio e a prevenção do suicídio. Eu pensei: 'se esse vídeo salvar ao menos uma vida, valerá a pena'. Eu estava equivocado", diz Logan Paul na imagem publicada na madrugada desta terça, dia 2 de janeiro.


No vídeo que causou polêmica, o vlogger está com alguns amigos e um guia japonês na floresta de Aokigahara, quando, de repente, ele avista um homem preso por uma corda numa árvore. "Eu realmente odeio ter de dizer isto, mas tem alguém enforcado ali. Não estou brincando. Você vê? Não é uma brincadeira, pessoal", diz Paul ao avistar o cadáver do suicida. "Eu nunca tinha visto uma pessoa morta", completa o youtuber. Ele chama o guia que os está acompanhando e pergunta se pode ser algo real. "Pode ser. Um colega meu do segundo grau se matou quando tinha 21 anos", responde o japonês.

Curiosamente, o maior youtuber de todos, o humorista sueco Felix Kjellberg, ou PewDiePie, que tem mais de 58 milhões de seguidores, e que já se envolveu em diversas polêmicas devido a vídeos contendo incitação ao racismo e ao nazismo, comentou a atitude do "colega" de profissão. "Logan Paul vai até a 'floresta do suicídio'. Wow nós encontramos um cara morto aqui. Muito estranho. Deixe-me dar um zoom nele para o vlog. Ok, sério, pessoal, deixe um like se você também está triste", comenta PewDiePie em sua conta oficial no Twitter.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: