Mesmo que você não tenha o menor interesse em horóscopos, previsões para o novo ano e coisas do tipo, é sempre interessante conhecer as crenças de outras culturas, você não acha?

Mesmo que você não tenha o menor interesse em horóscopos, previsões para o novo ano e coisas do tipo, é sempre interessante conhecer as crenças de outras culturas, você não acha? Pois os chineses, apesar de adotarem o calendário Gregoriano — que é o que é usado oficialmente pelo mundo —, também se guiam pelo calendário lunar, que leva em consideração tanto as fases da Lua como a posição do Sol.


Com isso, a data do novo ano é baseada no primeiro dia do calendário lunar, que é corrigido pelo solar a cada três anos e, portanto, o Ano Novo chinês geralmente cai entre 21 de janeiro e 20 de fevereiro. De acordo com Echo Huang, do site Quartz, em 2018, a festividade será celebrada na China no dia 16 de fevereiro e marcará o início do Ano do Cão. Mas, e o que isso significa e o que os nascidos sob esse signo devem esperar?

Por que animais?
Segundo Echo, o calendário lunar começou a ser usado há cerca de 3,5 mil anos e, para que fosse mais fácil acompanhar a passagem do tempo, os chineses adotaram 12 animais — Rato, Boi ou Búfalo, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Cabra, Macaco, Galo, Cão e Porco — que formam ciclos de 12 anos.

Os animais refletem aspectos relacionados com a cultura chinesa tradicional, assim como a forma como as pessoas veem a si mesmas e a sua relação com os demais e o mundo que as rodeia. Além disso, os chineses associam cinco elementos aos animais, sendo eles o ouro — para simbolizar o metal —, a madeira, a água, o fogo e a terra. A combinação dos 12 animais com os elementos formam um ciclo de 60 anos.


Mas, voltando aos animais, como os eles seguem ciclos de 12 anos no calendário chinês, isso significa que o último Ano do Cão caiu em 2006. Conforme mencionamos, dentro de alguns dias os chineses vão celebrar o fim do ano anterior — que foi do Galo — e a chegada do Ano Novo e, apesar de “Ano do Cão” soar de forma meio negativa para alguns de nós (especialmente para aqueles que associam a palavra “Cão” com Diabo, Capiroto, Maligno, Senhor das Trevas, Coisa Ruim e por aí vai!), para os chineses, a relação é outra.

De acordo com Echo, os chineses estão entre os primeiros povos a domesticar os cães — a partir dos lobos-cinzentos (Canis lupus) —, entre os anos 5,5 mil e 3,3 mil a.C. e, por isso, escolheram o cachorro como um de seus signos do zodíaco devido à proximidade que esses animais têm com os humanos. Ademais, segundo a mitologia chinesa, essa foi a criatura eleita como signo pelo Imperador de Jade, o Senhor dos Céus, por causa de sua sabedoria.
Influências

De acordo com Mary Jo Dilonardo, do site Mother Nature Network, os chineses acreditam que as pessoas que nascem no Ano do Cão geralmente herdam algumas características desse animal, como a lealdade, a paciência e confiabilidade. Por outro lado, quando provocados ou maltratados, os cachorros também podem mostrar um lado mais sinistro, portanto a galera que nasce sob esse signo pode apresentar características como teimosia, comportamento explosivo, emotividade e pouca receptividade a críticas.


No entanto, de modo geral, os que são regidos pelo cachorro são vistos como honestos, justos, sempre dispostos a ajudar o próximo e como sendo de boa índole. E, mais especificamente, no dia 16 de fevereiro, os chineses celebrarão a chegada do Ano do Cão da Terra (lembra dos elementos que comentamos?); assim, a expectativa é a de que 2018 seja um ano durante o qual deve abundar o equilíbrio, a solidariedade, a tolerância, a honestidade e a lealdade. Bom, né?

E o que as pessoas nascidas em um Ano de Cão (não soa estranho isso?) especificamente devem esperar para 2018 — segundo a tradição chinesa? Os chineses não consideram muito boa sorte pertencer ao mesmo zodíaco que o ano novo, então, quem veio ao mundo em 1934, 1946, 1958, 1970, 1982, 1994 ou 2006 deve ficar atento e se rodear de coisas que trazem a boa sorte para os regidos pelo Cão, como as cores vermelho, roxo e verde, os números 3, 4 e 9, assim como por qualquer combinação contendo esses numerais e por flores como orquídeas e rosas.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: