No Brasil, por outro lado, a produção é mais manual, o que permite que sejam ofertados no mercado cortes bovinos bem específicos.

Apesar de muita gente abrir mão da carne vermelha por motivos de saúde ou ideológicos, o consumo desse alimento no Brasil é expressivo. Ou você vai dizer que as pessoas do seu círculo social não amam um bom churrasco ou aquele bifezinho no almoço?

Acontece que, mesmo sendo um país onde se consome muita carne, é notável que as pessoas não entendem muito dos cortes bovinos e muitos não têm ideia de que parte do boi é a carne que está colocando no prato. É exatamente por isso que preparamos a matéria de hoje: para ajudar você a entender melhor o que anda comendo.

Sobre os cortes bovinos, especialistas no assunto dizem que o assunto varia muito de país para país. Nos Estados Unidos, por exemplo, onde a produção é mais mecanizada, não existe muito essa divisão específica dos cortes bovinos, o que torna dificílimo (e caríssimo) encontrar uma picanha por lá, por exemplo.

No Brasil, por outro lado, a produção é mais manual, o que permite que sejam ofertados no mercado cortes bovinos bem específicos. Aliás, só para que você tenha ideia da paixão brasileira pela carne de boi, nós contamos com 23 cortes bovinos básicos. Abaixo você conhece um pouco mais dos mais comuns.

Conheça melhor os cortes bovinos (ou de onde vem seu bife):

1. Cupim e costela

O cupim consiste em um entrelaçado de carne e de gordura perfeito para o preparo de assados se envolvo em papel alumínio para evitar que endureça.

A costela, por outro lado, leva até 6 horas para ficar completamente cozida e pode ser preparada em espetos firmes no chão ou sobre a brasa.

2. Peito e rabo

O peito é um dos corte bovinos mais rígidos e precisa ser cozido por um longo tempo. É dessa parte que se costuma fazer o famoso carpaccio, que consistem em fatias finas servidas como aperitivos.

O rabo, por sua vez, é a estrela no preparo da rabada e conta com carnes generosamente gordurosa misturada entre os ossos.

3. Maminha, picanha e fraldinha

Perfeitos para o churrasco, esses cortes bovinos são macios, saborosos e suculentos, até por causa da alta concentração de gordura nessas partes. A mais gordurosa, no entanto, é a picanha.

4. Alcatra, coxão mole, coxão duro, filé mignon

Esses são conhecidos como cortes bovino caseiros. O coxão mole, por exemplo, assim como a alcatra, o contrafilé e o filé-mignon costumam ser mais macios e são muito usados como bife no dia a dia.

O coxão duro e outros cortes bovinos caseiros mais fibrosos e com nervos, por outro lado, são mais indicados para o preparo de sopas e de cozidos, já que ficam macios depois de passarem pelo cozimento lento.

5. Patinho e acém

Esse são cortes bovinos que as pessoas costumam mandar moer para ter à mão a famosa e democrática carne moída. Mas, você também pode preparar cozidos de excelente qualidade em casa usando esses cortes.

E então, quais outros cortes bovinos populares você incluiria na lista? Existe algum menos popular que você e sua família costumam consumir com frequência? Não deixe de comentar!

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: