Jogador "matou" um monte de celebridades ao longo da década

É uma teoria que liga os gols do jogador de futebol Aaron Ramsey a mortes de celebridades. A história começou a criar forma com a morte do terrorista Osama bin Laden, em 2011, um dia após Ramsey, que defende o Arsenal, da Inglaterra, marcar contra o Manchester United. Cinco meses depois, Steve Jobs morreu na mesma semana em que Ramsey fez um golaço contra o Tottenham. Desde então, a imprensa inglesa entrou em fervor e começou a prestar atenção. Em 2012, foi a vez da cantora Whitney Houston. Em 2013, do ator Paul Walker. Em 2014, do também ator Robin Williams. Todos morreram dias (ou horas) após um gol de Ramsey.


Em 2016, a maldição ganhou força em janeiro, quando os astros ingleses David Bowie e Alan Rickman (o Snape dos filmes de Harry Potter) se foram pouco depois do jogador marcar. Por outro lado, a fama é um tanto injusta, já que ele fez 57 gols na carreira (até março de 2018) e a maioria não matou nenhum famoso.

MALDIÇÃO? SERÁ?
Teoria teve seus altos e baixos ao longo da carreira de Ramsey
2007/8
2 gols – 1 vítima: Buddy LeRoux, ex-dono do time de beisebol Boston Red Sox (2 dias após o gol)
2008/9
1 gol – 0 vítima
2009/10
4 gols – 2 vítimas: Ted Kennedy, senador dos EUA (3 dias após o gol) e Antonio De Nigris, atacante mexicano (no mesmo dia)
2010/11
1 gol – 1 vítima: Osama Bin Laden, terrorista nº 1 do mundo (1 dia depois)
2011/12
3 gols – 3 vítimas: Steve Jobs, fundador da Apple (3 dias depois), Muammar Kadafi, ditador da Líbia (1 dia depois), e Whitney Houston, cantora americana (1 dia depois)
2012/13
2 gols – 3 vítimas: Boris Berezovsky, empresário e político russo (1 dia depois), Jorge Rafael Videla, ex-ditador argentino (3 dias depois), e Ray Williams, jogador americano de basquete (1 dia depois)
2013/14
16 gols – 2 vítimas: Sid Bernstein, produtor musical americano (mesmo dia), e Paul Walker, ator americano (mesmo dia)
2014/15
10 gols – 1 vítima: Robin Williams, ator americano (1 dia depois)
2015/16
6 gols – 3 vítimas: David Bowie, cantor inglês (2 dias depois), Alan Rickman, ator inglês (1 dia depois), e Nancy Reagan, ex-primeira dama dos EUA (1 dia depois)
2016/17
4 gols – 0 vítima

2017/18*
7 gols – 3 vítimas: Bruce Forsyth, apresentador de TV inglês (7 dias depois), Ken Dodd, comediante inglês (1 dia depois), e Stephen Hawking, físico inglês (6 dias depois)

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: