São três teorias para o apelido

Existem três versões de como — após ter sido criado em 1929 pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood — a honraria ganhou esse apelido no começo da década de 30.



Segundo a mais popular delas, a fonte teria sido um comentário espontâneo de uma secretária executiva da Academia, chamada Margaret Herrick, que, ao ver a estatueta, teria exclamado: “Parece meu tio Oscar!” Um porém: os historiadores que tentaram checar a veracidade dessa lenda descobriram que Herrick não tinha um tio e, sim, um primo com esse nome.

Outros atribuem o batismo ao colunista Sidney Skolsky, o primeiro a usar o termo na imprensa, em 1934.

Como se não bastasse, a atriz Bette Davis reivindicou para si a autoria do cognome, ao dizer que, visto de trás, o troféu lembrava seu marido, o trompetista Harmon Oscar Nelson.

A Academia só passou a usar oficialmente o apelido a partir de 1939.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário: