Alguns levam até letras

É que cada Estado tem autonomia para gerar sua própria sequência de caracteres dos registros gerais (RG) que emitem.

Alguns levam até letras, como rolava antigamente em Santa Catarina: os códigos 1/R, 2/R etc. identificavam o município que imprimiu o documento.


Em Minas Gerais, os RGs podem ter a sigla MG e, mais recentemente, RGM (Registro Geral Mineiro).

Mas, na maioria dos Estados brasileiros, são só números, com ou sem dígito verificador no fim. Por causa dessa confusão é preciso preencher o órgão emissor (Secretaria de Segurança Pública, Secretaria da Justiça etc.) e a UF (unidade federativa) do seu RG em formulários.
Número incrível

27 RGs podem ser emitidos para um mesmo brasileiro – um em cada Estado e no Distrito Federal.
Outro dado relevante sem nenhuma ligação

27 milhões de brasileiros estão fora do mercado de trabalho.

Compartilhe:

Karina Faris

Poste um Comentário:

0 comments so far,add yours